14 de out de 2016

Essa é a distância que você pode percorrer após o combustível entrar na reserva




Você nunca deve deixar que o tanque do seu carro chegue à reserva, a ponto de fazer a luz de combustível do painel se acender. Eventualmente, um descuido pode fazer com que você chegue próximo do fim do tanque e acabe ficando na rua precisando de socorro.
A verdade é que não existe um padrão regulamentado da quantidade da reserva e o número depende do modelo do carro. Geralmente, essa medida gira em torno de 5 a 8 litros por carro, sendo de 5 na maior parte dos carros 1.0. Nos três carros mais vendidos no Brasil de janeiro a junho de 2016, segundo a Fenabrave, Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Ford Ka a média é essa, sendo de 5,4, 4,2 e 5 litros, respectivamente.
Ao contrário do que várias pessoas podem pensar, a reserva não é baseada num tanque extra de combustível. A medida indica uma quantidade de litros mínima que cada uma das montadores julga ideal para avisar aos motoristas do pouco combustível. Ainda assim, em alguns casos a informação da reserva contém mais litros do que o necessário para a luz se acender. Por exemplo, a informação da reserva pode ser de 5 litros mas a luz só se acender quando o tanque alcance 3 litros. Para ficar livre dos sustos, o ideal é procurar o manual do veículo ou entrar em contato com a concessionário ou montadora para checar a informação precisa
Publicidade
1
Isso significa que você deveria arriscar e levar o seu carro até o limite quando ele alcança na reserva? É claro que não. Ainda assim é importante saber o tamanho da reserva para ter ideia de sua situação em momentos de emergência distante de algum posto de combustível. Nessas situações, corra o mais rápido possível para o lugar de abastecimento mais próximo para não se dar mal.
Isso porque andar na reserva pode fazer muito mal para algumas partes de seu carro, como o sistema de injeção e o motor. Quando o carro precisa consumir a reserva, algumsa impurezas do fundo do tanque podem acabar sendo sugadas para dentro do motor, provocando danos no carro. Além disso, pode haver superaquecimento da bomba, gerando um desgaste no abastecimento do motor do veículo.
Imagine o valor de um reparo precisando gastar com mecânico e uma nova bomba, além do impasse de ficar sem carro por alguns dias até o conserto? Pensando assim, fica muito mais fácil pensar em passar no posto de combustível mais próximo assim que puder, não é mesmo?

Fonte: Fatos Desconhecidos



Um blog de Curiosidades
Uêba - Os Melhores Links