28 de out de 2015

5 Coisas que você pode ter em casa que são venenos mortais




Quando se trata de proteger os nossos entes queridos de coisas venenosas, tomamos todas as precauções. Sabemos que precisamos armazenar nossos medicamentos em local seguro, não deixar produtos de limpeza ao alcance de crianças e animais de estimação, etc. Nossos radares são muito sensíveis às coisas que podem nos prejudicar.
Apesar da nossa abordagem segura, ainda existe um grande número de casos de intoxicação devido a artigos para o lar, itens comuns que muitos de nós temos em casa e não sabemos que são prejudiciais. A Consumer Product Safety Commission já destacou em pesquisa que 33 milhões de pessoas são envenenadas anualmente por produtos de uso diário, plantas e alimentos. Acredite ou não, isso faz com que as pessoas gastem 800 bilhões de dólares em tratamentos de saúde.
Muitos destes produtos são perigosos por causa dos produtos químicos que estão envolvidos na sua construção ou preservação. Produtos químicos fazem nossas vidas melhores e eliminam muitas das preocupações diárias que nossos antepassados ​​tinham, mas em muitos aspectos, estes produtos contêm perigos escondidos.
Nossa lista de coisas chocantes destina-se a ajudá-lo com a prevenção de envenenamentos. Confira:

5. Narciso

50
Esta é uma planta venenosa. Apesar de ser nativa da Europa e Norte da África, elas são comuns em jardins e são muitas vezes confundidas com cebolas. A toxicidade resulta de um composto no bulbo da planta e pode causar problemas de pele, náuseas, vómitos, cólicas e diarreia. Os médicos, muitas vezes, fazem uma hidratação intravenosa e administram medicamentos para tratar o veneno.
Historicamente, esta planta foi usada como medicamento para o tratamento de uma vasta variedade de doenças. É ainda cultivada em algumas das partes do mundo que a utiliza para combater a doença de Alzheimer. Se você reconhece o nome da mitologia grega, você sabe que este é o cara que adorava olhar para si mesmo, tanto que ele morreu enquanto admirava seu reflexo em uma lagoa.

4. Produtos de Madeira Prensada

51
Madeira prensada é composta de produtos de sobras de madeira, isolamento, painéis de partículas e MDF. A cola adesiva é a parte perigosa dessa madeira. Ele emite ureia-formaldeído, o qual tem sido acusado de causar câncer. Exposição ao formaldeído pode levar a olhos lacrimejantes, queimação na garganta e dificuldade de respiração.

3. Cerejas

52
Não, você não tem que parar de comer cereja. Sementes de cereja contém cianeto de hidrogênio, que pode ser liberado se a semente da cereja for esmagada ou mastigada. Cerejas existem desde tempos pré-históricos e é cultivada desde 72 a.C. Esta fruta é usada em tortas, cocktails e até mesmo consumida in natura.
Não se preocupe se você acidentalmente comer uma ou duas sementes de cereja: seu corpo pode lidar com os produtos químicos. O consumo dessas sementes a longo prazo que pode ser fatal. Os sintomas do veneno incluem dores de cabeça, tonturas, confusão, ansiedade e vômitos.

2. Amêndoas

53
As amêndoas são as próximas na nossa lista. Tal como acontece com cerejas, você não deve parar de comer-las, mas você precisa estar ciente dos efeitos colaterais venenosos que as sementes carregam. Amêndoas transportam um grande benefício para a saúde, mas contém cianeto dentro das sementes. As amêndoas são nativas do Oriente Médio, mas migraram para lugares em todo o mundo.

1. Alimentos enlatados

54
Alimentos enlatados podem ser perigosos. Tal como acontece com os outros alimentos na nossa lista, você não tem que parar de usar alimentos enlatados em sua dieta diária, mas você precisa saber o que você está comendo. Enlatar alimentos é uma maneira conveniente para preservar os alimentos para um consumo posterior. No entanto, na década de 1950, começamos a usar um plástico e resina ingrediente para ajudar com o processo de preservação.
Conhecido como o bisfenol A (BPA), este composto tem sido ligado a tudo, desde câncer de mama a até transtorno de déficit de atenção. Denúncias têm mostrado que a maioria dos alimentos enlatados contêm alguns nível de BPA. O quanto é perigoso? Alguns fabricantes já estão oferecendo rótulos livres de BPA em seus produtos enlatados. No entanto, o problema é ainda muito difundido.

[FONTE]



Um blog de Curiosidades
Uêba - Os Melhores Links