19 de fev de 2016

Como era Elke Maravilha na sua juventude?




Você até pode não saber muito sobre a vida dessa mulher, mas sem dúvida alguma a sua imagem está bem viva na sua cabeça. Elke Maravilha, é o nome artístico de Elke Georgievna Grunnupp.
E não, a mãe de Elke não era uma maluca, ela era apenas uma mulher alemã, casada com um russo, escolhendo um nome adequado para sua filha em seu país natal. Elke nasceu em Leningrado, hoje mais conhecido com St Petersburgo.

Como era Elke Maravilha na sua juventude?

Mesmo tendo nascido em outro país, Elke veio ainda pequena para o Brasil, com apenas 6 anos, morando até os seus 20 anos de idade em sítios no interior de Minas Gerais.
Como era Elke Maravilha na sua juventude?
Quem não conhece muito bem a artista, pode se surpreender com o fato da moça falar nada mais e nada menos do que 9 idiomas, que foram aprendidos ainda quando criança. Foi exatamente por possuir essa brilhante qualidade intelectual, que Elke se mudou para o Rio de Janeiro em busca de mais oportunidades.
Ela se formou no curso de letras, e trabalhava como professora de diferentes idiomas. Mas por conta de sua beleza considerada exótica para os padrões brasileiros da época (alta e loira), ela foi convidada para ingressar na carreira de modelo quando já tinha 24 anos, e foi na industria da moda que ela realmente se destacou, trabalhando com grifes famosas e aos poucos migrando desse universo para o mundo do teatro e da televisão .
04
Mas o tempo passou, e esse ano Elke completará 71 anos, no dia 22 de fevereiro (lê-se pisciana) e nós queremos saber, por onde ela anda?
Bom, mesmo com seus cravados 70 anos, Elke relembrou seus tempos de modelo e desfilou por algumas grifes, como a marca mineira Lucas Magalhães no ano de 2015. Ela assume que não tem problema algum em admitir os seus 70 anos, e completa afirmando que “os 70 são os novos 50, pessoas que acham que têm o espírito jovem não sabem envelhecer”.
Como era Elke Maravilha na sua juventude?
Além disso, ela também afirmou que desde os seus 66 anos (há quase 5 anos atrás) ela não tem mais nenhum tipo de interesse sexual, e optou por não realizar nenhum tratamento hormonal. Para a russa, tudo tem a sua hora certa, hora de dormir, acordar, comer, mas que ela reconhece que para ela, não é mais hora para “transar”.
Em suas declarações mais recentes, ela mais uma vez toca em assuntos polêmicos e na sexualidade, afirmando que nunca se considerou uma mulher durante toda a sua vida, e que não se arrepende dos 3 abortos que realizou, porque nunca se sentiu preparada ou o desejo de ser mãe.

Fonte: Ultra Curioso



Um blog de Curiosidades
Uêba - Os Melhores Links