6 de mar de 2017

5 Crimes que envolveram atores de Hollywood




Hollywood se tornou símbolo do poderoso e fantástico cinema estadunidense, sediando premiações e abrigando homenagens públicas para os mais destacados artistas de cinema e musicais do mundo. O local também é famoso pelo grande letreiro chamado Sinal de Hollywood e pela enorme concentração de pessoas ricas e famosas que moram no distrito ou distritos próximos.
Mas nem só de glamour vive Hollywood. Escândalos e mortes misteriosas também fazem parte do distrito mais famoso do mundo. Nós reunimos os 5 crimes mais controversos já registradas em Hollywood. Confira:

O estupro de Patrícia Douglas


Em 1937, a MGM fez uma enorme festa para seus melhores empresários. Dentre os “presentes” oferecidos pelos chefões do estúdio, estavam 100 meninas menores de idade que achavam que estavam lá apenas para dançar e, talvez, ter uma chance de ser vista como uma futura estrela. No entanto, na verdade, elas estavam lá para serem usadas, de todas as formas, pelos homens que lá estavam, em uma demonstração inacreditável de uma sociedade medieval em pleno século XX.
Uma dessas meninas, Patricia Douglas, a Garota de número 27, foi vítima dessa enganação e acabou sendo estuprada. Apesar desse crime, situações como essa raramente vinham à luz àquela época mas isso não aconteceu com Douglas. Ela tomou coragem e entrou com uma ação não contra o estuprador mas sim contra o estúdio por ter facilitado o crime, por tê-la atraído para o evento com base em mentiras.

A morte de Jennings Lang

5 Crimes que envolveram atores de Hollywood
Joan Bennett era uma atriz de sucesso de Hollywood que atingiu seu estrelato na década de 1940. Se casou com Wanger Lang que, em crise de ciúmes, atirou no agente de sua mulher, Jennings Lang, no último dia de 1951. O escândalo que se seguiu determinou o fim do estrelato da atriz.
Encontrou refúgio na TV, onde atuou em filmes, foi atriz convidada em várias séries e estrelou a novela gótica Dark Shadows por cinco anos (1966-1971). Sua última aparição no cinema foi na produção italiana Suspiria (Suspiria, 1976), de Dario Argento.

A misteriosa morte de Ted Healy

5 Crimes que envolveram atores de Hollywood
Ted Healy foi um ator e comediante estadunidense. Ele alavancou a carreira dos chamados “três patetas”, famoso grupo de humor estadunidense. Uma nuvem de mistério ainda paira sobre a causa da morte prematura de Healy. Atribuiu-se a graves ferimentos na cabeça sofridos em uma boate durante a comemoração do nascimento de seu primeiro filho. Relatórios contraditórios afirmam que o comediante morreu de infarto do miocárdio em sua casa em Los Angeles.
Dois dias antes de sua morte, Healy visitou a esposa de Moe Howard, Helen, em seu apartamento em Hollywood com a notícia de que Betty Hickman, sua segunda esposa, estava grávida. Animado com a perspectiva de seu primeiro filho, disse à esposa de Howard, “Vou fazê-lo o garoto mais rico do mundo.”
No entanto, uma outra versão muito diferente afirma que Healy foi espancado até a morte pela lenda do cinema Wallace Beery, Albert R. Broccoli (mais tarde produtor de filmes de James Bond) e um primo deste, Pat DiCicco, que era agente e produtor de filmes, além de ser um mafioso que trabalhava para Lucky Luciano.
Esta versão aparece no livro de E.J. Fleming The Fixers:: Eddie Mannix, Howard Strickling, e Máquina de Publicidade da MGM. Sob as ordens do chefe de estúdio Louis B. Mayer, a MGM enviou Beery, uma de suas propriedades mais valiosas, para a Europa durante vários meses, enquanto a história dos “três rapazes da faculdade” foi fabricada para ocultar a verdade. (Registros de imigração confirmam uma viagem de quatro meses para a Europa por parte Beery imediatamente após a morte de Healy, terminando 17 abril, 1938.

A apreensão de maconha de Robert Mitchum

5 Crimes que envolveram atores de Hollywood
Robert Charles Durman Mitchum é considerado pelos críticos como um dos melhores atores da época dourada de Hollywood, amplamente lembrado por seus papéis em várias obras importantes do estilo de filme noir, e é considerado um precursor do anti-heróis no cinema predominante durante os anos 1950 e 1960.
Hoje em dia, as pessoas mal levantam as sobrancelhas quando os atores de Hollywood são presos por porte de maconha. No entanto, na década de 1940, para o público foi um grande choque a apreensão de maconha com Robert Mitchum. Ele teve que realizar trabalhos voluntários por 60 dias em uma fazenda. Sua carreira entrou em declínio após o escândalo.

A morte suspeita de David Whiting


Em 1973, a carreira da atriz britânica Sarah Miles estava no seu auge. Ela tinha apenas alguns anos de carreira mas já tinha indicações ao Oscar pelo filme A Filha de Ryan. Após uma festa, Sarah voltou para seu quarto de hotel e encontrou David Whiting, seu empresário, enfurecido. Ele a agrediu mas ela conseguiu escapar. No dia seguinte, David Whiting apareceu misteriosamente morto. A causa oficial foi uma overdose de remédios.

Fonte: Fatos Desconhecidos



Um blog de Curiosidades
Uêba - Os Melhores Links